Saiba como fazer o controle de jornada dos motoristas

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O motorista é um dos profissionais mais presentes no mercado. Toda cidade, pequena ou grande, possui vagas e necessidade de motoristas para realizar diversas tarefas indispensáveis ao andamento dos negócios. Eles dirigem o ônibus em que os seus filhos vão para a escola, o táxi que você pega para ir ao aeroporto, o trator que ara a terra para o plantio.

Existem também aqueles que fizeram da profissão a sua empresa, pilotando caminhões de uma ponta a outra do país, levando e trazendo os mais diversos tipos de produtos para abastecer as cidades. Nesse caso, por se tratar de uma profissão autônoma, existe certa falta de controle de jornada, fazendo com que ele passe muitas horas, às vezes dias, dirigindo ininterruptamente, o que pode ocasionar muito estresse e até mesmo acidentes.

Para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, e atendendo a reivindicações da classe, foi criada uma legislação específica, que você confere a seguir.

Lei 13.103/2015

A profissão de motorista passou a ser regulada especificamente pela Lei. 13.103, sancionada em 2015. Com a sua instauração foram realizadas diversas alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), no que diz respeito ao exercício da função.

Confira agora os principais tópicos:

  1. O motorista deve ser submetido a exames toxicológicos regulares a cada 90 dias.
  2. A jornada de trabalho será de oito horas, podendo ser estendida de forma extraordinária por mais duas horas. Para prorrogações superiores é preciso que esteja previsto em acordo sindical coletivo e não pode ultrapassar quatro horas, sendo pagas com acréscimos previstos em lei.
  3. O prazo máximo para a realização de cargas e descargas de veículo deverá ser de cinco horas.

Com essas novas regras, as empresas que possuem frotas ou terceirizam transportadores autônomos de cargas (TAC) passaram a ter que lidar de forma mais responsável e controlada, visando não infringir a lei, para não serem multadas.

Checklist do gestor de frotas

Não caia na malha fina da ANTT. Faça um checklist das suas obrigações e mantenha o controle da sua frota. Além de se manter dentro da lei, isso também ajudará a evitar eventuais prejuízos.

  1. Revisões periódicas: esteja sempre atento para não perder os prazos, principalmente se algum dos veículos ainda está na garantia.
  2. Multas: esteja sempre atento às eventuais multas sofridas pelos seus motoristas no exercício da função; se houver defesa, faça o quanto antes; em caso contrário, não as deixe vencer.
  3. Documentação: deixe em um único arquivo toda a documentação dos veículos e dos motoristas, pois facilita o trabalho quando precisar consultá-la.
  4. Impostos: mantenha uma planilha atualizada reunindo dados, valores e vencimentos de todas as obrigações tributárias.

Ferramentas que auxiliam no controle de jornada

Diante de todas essas obrigações fica complicado manter as coisas em ordem. Para ajudar nessa tarefa existe o aplicativo Frota Control, por meio do qual você pode manter todas essas informações em um único banco de dados disponível para acessar de qualquer lugar, seja computador, celular ou tablet. Com essa ferramenta é possível consultar multas, regularidade de veículos, revisões, anexar documentos, vincular motoristas, fazer controle de jornada.

0 Flares Google+ 0 Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×