5 dicas para realizar a manutenção de pneus de caminhão

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

A boa manutenção dos pneus do caminhão é um dos pontos altos da melhor logística. Isso porque esse componente do carro zela pela segurança dos motoristas e das cargas, garantindo que as entregas sejam cumpridas a tempo e com segurança. Como os veículos estão sempre rodando, ainda por cima com carregamentos pesados, o desgaste dos pneus é evidente. Porém, a vida útil depende muito da maneira como o motorista conduz o veículo e também das condições das estradas por onde passa. Se houver boas condições de dirigibilidade, os pneus podem ser conservados por mais ou menos cinco anos ou 25 mil quilômetros rodados.

Entretanto, o gestor de frota e seus colaboradores devem ficar atentos aos menores sinais de problemas, pois a manutenção preventiva é a melhor solução para garantir que os serviços da empresa sejam eficientes. Que tal ficar por dentro de algumas coisas para fazer nesse aspecto? Continue com a leitura!

Calibre os pneus regularmente

Siga as recomendações do fabricante na hora de colocar ar dentro dos pneus. Sempre calibre todos os pneus, e não somente aqueles que parecerem mais baixos. A baixa pressão pode causar desgastes nas rodas e aumentar o consumo de combustível. Porém, a alta pressão também gera a degradação dessas peças, porque o pneu passa a se apoiar mais na faixa central de sua banda e provoca perda de estabilidade. Portanto, sempre coloque a calibração ideal.

Não se esqueça do estepe

O que você for fazer com seus pneus que estão em uso, não se esqueça de fazer também com seus pneus de reserva. Nunca se sabe quando vai ser preciso usar o estepe. Nos rodados duplos, utilize o extensor na hora de calibrar os pneus e verifique se tudo está em ordem.

Alinhe a direção do veículo

Este procedimento é uma das medidas mais importantes para se garantir que o carro vai permanecer estável. O carro não vai puxar para um dos lados quando o motorista libera o volante, os ângulos das rodas estarão perpendiculares ao solo e paralelos entre si.

Verifique o limite de segurança dos pneus

Todos os pneus apresentam um limite de segurança, que sugere o desgaste máximo que essas peças podem oferecer. É perigoso dirigir com pneus carecas, ou seja, que tenham desgastes a ponto de ter menos do que 1.6 mm de profundidade dos sulcos desenhados na banda de rolagem. Além disso, os carros que trafegam com pneus nesse estado podem receber multas e serem apreendidos pelo órgão rodoviário.

Faça o rodízio de pneus

A marcação na banda de rodagem dos pneus é o melhor indicativo do desgaste dos pneus. E o rodízio de pneus é uma boa forma de compensar o desgaste em todas as unidades, aumentando a eficiência e equilibrando o conjunto. Portanto, a cada 5 mil ou 10 mil quilômetros, troque os pneus da frente pelos de trás, que recebem maior peso da carga transportada.

Além de ver como andam seus pneus, é conveniente promover a manutenção mecânica preventiva dos outros componentes do veículo, como os freios, os eixos e amortecedores, por exemplo. Manter essa postura mais vigilante e prudente garante mais durabilidade para os pneus e segurança durante a direção.

Como você tem cuidado dos pneus dos carros de sua frota? Tem alguma outra dica para compartilhar? Deixe o seu comentário!

0 Flares Google+ 0 Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×